MLS dá um banho de planejamento no futebol brasileiro

Disputando uma vaga na grande final da Western Conference da MLS contra o Portland Timbers, o Seattle Sounders conta com um reforço de peso a cada partida dentro de casa casa: sua torcida.

Independente do resultado, a equipe já garantiu um título na temporada: a de maior média de público. Foram impressionantes 44.028 mil torcedores por partida na temporada regular.

Fazendo um comparativo com grandes ligas, como a Premier League, o Sounders figuraria na 6ª posição, atrás apenas do G4 inglês e do Newcastle (49.8 mil). Na Bundesliga, também sinônimo de casa cheia, a equipe estaria na 9ª posição, à frente de equipes tradicionais como Hannover (43.8 mil), Werder Bremen ( 40.1 mil) e Wolfsburg ( 28.2 mil)

Na realidade da liga norte-americana, o número é ainda mais alarmante. Na segunda colocação, aparece o bicampeão LA Galaxy, distante com “apenas” 23.1 mil por jogo. Desde que estreou na MLS, o Sounders lidera o ranking de público, com uma crescente anual de: 30.8 mil (2009), 36.1 mil (2010), 38.4 mil (2011), 43.1 (2012) e os atuais 44 mil (2013).

No campo mercadológico, o Sounders tem um importante pilar: Clint Dempsey. Vindo do Tottenham com “apenas” 30 anos por um volumoso salário de US$ 5 milhões/ano, quarto maior rendimento da história da MLS, o meia tornou-se uma espécie de garoto-propaganda da liga, afastando o estigma de que estar nela é um retrocesso na carreira.

Moral da história: Seattle ama o futebol e o Sounders é o reflexo deste sentimento.

Comentários

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL
Pelada na Net
E-Consulters Web Não Intendo Tenso O Macho Alpha Testosterona Capinaremos Mentirinhas Will Tirando
Categorias
<