O próximo brasileiro a ser melhor do mundo

Via Mantos do Futebol

proxima-brasileiro-melhor-do-mundo-00

Alguns jogadores parecem predestinados, desde os primeiros toques na bola estes pequenos “craques” são tratados como joias, mesmo que ainda sujem seus meiões nos terrosos “gramados” das categorias de base. Mas o caminho rumo ao topo é árduo e acidentes de percurso acontecem.
Mas mesmo assim surgem alguns jogadores que conseguem enganar “todo mundo” e por muito tempo. Alguns já chegam ao profissional cheios de pompa, outros usufruem de uma sorte descomunal e até vestem a amarelinha e outros tantos tinham toda a pinta de craque, mas o que lhes agradava mesmo eram as dancinhas e a zuera.

Conheça os jogadores que prometiam ser “o próximo brasileiro melhor do mundo”, mas não vingaram.

5# Keirrison

Keirrison

Durante um breve momento K9 foi um matador cruel, certamente um manto verde lhe cai bem, pois no Coritiba e no Palmeiras em que Keirrison viveu seus melhores momentos despontando como um dos melhores (para alguns o melhor) atacante do país. Seu futuro como camisa 9 da seleção era praticamente certo, entre os especialistas não havia dúvida, entre grande parte dos torcedores também. Eis que K9 é contratado pelo todo poderoso Barcelona, e então a certeza de que Keirrison seria o grande camisa 9 do Brasil se concretizava. O que ninguém esperava (inclusive o Barcelona) é que o garoto de sul mato-grossense não vingaria na Europa (e em lugar nenhum). Depois de empréstimos para Benfica, Fiorentina, Santos e Cruzeiro, o não mais tão jovem K9 voltou ao Coritiba, e bem… Ta lá.

 

4# Lulinha

Lulinha

O início de carreira de Lulinha foi meteórico, a joia máxima corinthiana era tratado como Deus ainda nas categorias de base, mas não era pra menos, afinal de contas não é qualquer um que conta com a assustadora marca de 297 gols ainda no sub-17 alvinegro. Depois de uma bela atuação pela seleção brasileira sub-17 (Lulinha marcou 16 gols em 16 jogos) Lulinha subiu ao time principal, virou alvo de Chelsea e Barcelona, mas renovou seu contrato e sua multa rescisória que era de US$ 5 milhões passou para US$ 50 milhões. Já no profissional Lulinha foi incumbido de ser o desfibrilador para um agonizante Corinthians, não deu certo e o time caiu para série B (não que isso seja culpa do garoto). As temporadas seguintes serviram para mostrar que Lulinha já havia gasto todo seu estoque do gols nas categorias de base. Emprestado para Estoril, Olhanense e Bahia, Lulinha acabou rumando para o Ceará em 2013, hoje o jogador foi emprestado para Reb Bull Brasil, e bem, a bola de ouro passou longe desse aqui.

 

3#Paulo Henrique Ganso

PH Ganso

Ao lado do amigo Neymar o jovem Paulo Henrique Ganso encantou o Brasil com sua técnica e elegância, seu inicio de carreira foi primoroso, ganhou uma série de títulos pelo Santos, sendo protagonista diversas vezes. Para muitos, Ganso inclusive era melhor que Neymar. Não tardaram a vir às comparações com gênios do calibre de Zidade e Pirlo, contudo Paulo Henrique provou ser um menino mimado criado a leite com pera, a típica vedete. Enquanto seu parça Neymar despontava para o futebol europeu e colecionava gols na seleção o desempenho de Ganso foi caindo drasticamente e ele acabou sendo negociado com o São Paulo. Embora vez ou outra Ganso crie jogadas memoráveis, é evidente que o ego do jogador é maior que seu futebol, e por essas e outras Ganso jamais será melhor do mundo, talvez sequer chegue a jogar na Europa.

 

2# Alexandre Pato

Alexandre Pato

Pato parecia ser um jogador com estrela, em quase todas as suas estreias o atacante guardou o seu golzinho. Surgiu no Internacional e logo em seu primeiro jogo pelo Brasileirão, deixou o Palmeiras descadeirado. Alguns jogos mais tarde Pato já era campeão do mundo vencendo o poderoso Barcelona de Ronaldinho Gaúcho. Meses depois Pato venceu a Recopa e não tardou para que propostas de Europa viessem, o escolhido foi o Milan. Após seis meses de espera Pato estreou em Milão em jogaço contra o Napoli, no qual ele guardou o seu golzinho também. Na Itália Pato virou febre, herdou a camiseta do ídolo Shevchenko e fez duas ótimas temporadas, foi quando vieram às lesões, a partir daí o resto é história. Pato nunca mais se mostrou determinado dentro de um campo de futebol, ao que tudo indica o seu esporte preferido é colecionar belas namoradas, porque futebol que é bom? Nada.

 

1# Robinho

Robinho

Nenhum outro jogador nos enganou tanto, e por tanto tempo, quanto Robinho. O Rei das Pedaladas surgiu no Santos com toda a pompa de craque. Em 2002 ao lado do amigo Diego conquistou o Brasileirão e repetiria o feito dois anos mais tarde em uma das gerações mais vencedoras da história santista. Depois de forçar sua saída do peixe e rumar para o galáctico Real Madrid, Robinho deixou o Brasil com uma promessa: se tornar o melhor do mundo. Pois é, não vingou. Na Europa Robinho não passou de um jogador mediano, no Real Madrid, jogou uma bolinha meia boca, no Manchester City idem, em má fase retornou ao Santos e cumpriu com êxito a missão de estragar toda uma geração, depois acabou sendo negociado com o Milan e na Itália não jogou nada mais uma vez. O já senhor – para os padrões do futebol – Robinho retornou ao Santos com o rabo entre as pernas e a certeza de que nem em sonhos chegou perto de cumprir sua promessa de se tornar o melhor do mundo.

Comentários

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL
Pelada na Net
E-Consulters Web Não Intendo Tenso O Macho Alpha Testosterona Capinaremos Mentirinhas Will Tirando
Categorias
<