Todas as camisas vestidas por Seedorf

Via Mantos do Futebol

Camisas vestidas por Seedorf na carreira

Hoje mais um mito colocou ponto final em sua vitoriosa carreira, Clarence Seedorf, nascido no Suriname, mas criado e apresentado ao mundo na Holanda. Foi lá que o mundo conheceu um dos mais talentosos meio campistas das últimas décadas. Seu controle de bola, seu passe e sua frieza nos momentos de decisão fizeram dele uma peça essencial nos principais elencos do mundo durante aproximadamente duas décadas. E é relembrando as camisas vestidas por Seedorf na carreira que vamos homenagear um dos maiores craques que tivemos a felicidade de ver jogando no futebol brasileiro. Obrigado Clarence!

Ajax 1992-1995 – Olá mundo, eu sou Seedorf

Seedorf Ajax

Foi no Ajax que tudo começou, quando aos 16 anos foi o jogador mais jovem ao vestir a camisa do clube holandês, em 1995 já era um dos principais jogadores de um elenco recheado de craques, entre eles Edwin van der Sar, Frank de Boer, Ronald de Boer, Kanu, Davids; Litmanen, Marc Overmars e Patrick Kluivert, um verdadeiro esquadrão comandado por Louis Van Gaal que teve como principais conquistas a Liga dos Campeões 1994-95 de maneira invicta e o Mundial Interclubes em cima do Grêmio.

 

Sampdoria 1995-1996 – “Carregava o time nas costas”

Sampdoria Seedorf

Em 1995 com apenas 19 anos se transferiu para a Sampdoria onde não conquistou títulos, mas se destacou o suficiente para chamar a atenção do Real Madrid, onde jogaria já na temporada seguinte.

 

Real Madrid 1996 – 2000 – O versátil

Real Madrid Seedorf

No Real Madrid, o holandês não conseguiu ser protagonista da equipe. No entanto, mostrou ao mundo a sua versatilidade. Após ajudar a equipe a conquistar a Liga dos Campeões na temporada 1997-1998, a segunda de sua carreira, conseguiu grande destaque com a chegada do treinador compatriota Guus Hiddink, na qual mostrou sua versatilidade ao jogar pelo lado direito do campo, ora como lateral, ora como volante, ora como armador ou atacante. Esse grande diferencial chamou a atenção da Internazionale de Milão que contratou o jogador pelo que seria hoje equivalente a 23 milhões de euros.

 

Internazionale de Milão 2000 – 2002 – A decepção

Internazionale Seedorf

Talvez uma das maiores decepções da carreira do craque, apesar da badalada contratação, Seedorf não conseguiu repetir as grandes atuações e não conquistou em nenhum título e foi trocado com o rival Milan pelo jogador Francesco Coco.

 

Milan 2002 – 2012 – A glória

Milan Seedorf

Deus escreve certo por linhas tortas, após a fracassada passagem pela Inter de Milão, foi o arqui-rival Milan que Clarence teve a sua melhor e mais longa passagem, foram dez anos e muitos títulos, entre eles duas Liga dos Campeões (2002-03 e 2006-07), e um Mundial de Clubes da FIFA (2007), vestindo a camisa número 10, foi protagonista em diversas conquistas do clube rossonero. Até que em 2012 resolveu jogar no Brasil, devido a um sonho de sua mulher brasileira.

Botafogo – 2012-2013 – A classe e o profissionalismo nos gramados brasileiros

Botafogo Seedorf

No clube carioca Seedorf se destacou durante um ano e meio pela sua liderança, profissionalismo e personalidade, apresentando um belo futebol e um português fluente, o craque conseguiu conquistar pelo Fogão um título carioca e classificou o time para a Libertadores da América 2014. No entanto, durante sua passagem fez diversas críticas ao futebol brasileiro, como jogar muitos jogos com o estádio vazio e pelo atraso de salário de seus companheiros de equipe. Esses percalços e a oportunidade de realizar um antigo sonho e ser técnico do time onde é idolatrado, fizeram o jogador anunciar no dia 14/01/2014 a sua aposentadoria e o início de sua carreira como treinador do Milan.

 

Seleção Holandesa – 1994 – 2008 – Alto nível

Holanda Seedorf

Na seleção nacional Seedorf fez 87 jogos e 11 gols, teve grande destaque na Copa do Mundo 1998 quando foi um dos principais nomes da excelente equipe que chegou à semi-final e foi eliminada nos pênaltis pelo Brasil. Indagado por Zagallo na véspera do jogo sobre qual era o jogador holandês que mais o preocupava, o velho lobo não hesitou e disse “Não podemos deixar o Seedorf jogar”. Em 2006, ajudou a equipe a se classificar para o Mundial, mas não quis disputá-lo, mesmo estando em plena forma, dando a oportunidade para jogadores mais jovens. Ainda voltou a jogar com a camisa laranja em 2008, mas logo se aposentou definitivamente.

Na sua opinião qual das camisas vestidas por Seedorf foi a mais marcante?

Comentários

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL
Pelada na Net
E-Consulters Web Não Intendo Tenso O Macho Alpha Testosterona Capinaremos Mentirinhas Will Tirando
Categorias
<