Grandes Craques do Futebol #2 – Johann Cruyff | FUTIRINHAS

Grandes Craques do Futebol #2 – Johann Cruyff

Johann Cruyff foi um famoso jogador holandês, idealizador do “futebol total” e capitão da famosa seleção “Laranja Mecânica” em 1974, onde levou a Holanda ao vice-campeonato mundial diante da Alemanha. Cruyff não era um típico jogador comum. Era considerado um jogador revolucionário, extremamente tático, ofensivo e eficiente. Não tinha posição fixa em campo, “só não jogava no gol”. Ao lado do técnico Rinus Michels, seu treinador no supercampeão europeu Ajax no início dos anos 70 e na seleção da Holanda durante a Copa, Cruyff comandou dentro de campo ótimos times. No Ajax foi tri-campeão da Copa dos Campeões da Europa (hoje Champions League) e depois foi fazer história no Barcelona, clube pelo qual se apaixonou e tem voz forte até os dias de hoje.

(foto de um jogo na Copa de 1974, a seleção holandesa tinha os uniformes feitos pela Adidas, mas Cruyff não aceitou jogar com as 3 listras na camisa por não receber nenhum dinheiro da fabricante, então, a Adidas confeccionou um especial para ele com 2 listras)

Também foi precursor ao ser um dos primeiros jogadores a negociar diretamente seus direitos. Polêmico, nunca foi unanimidade no Ajax, onde ganhou enorme fama. Era chamado de “desbocado” e “mercenário” pelos torcedores locais. Mas mesmo assim, no alto de seus 34 anos, vindo de uns anos jogando no futebol dos Estados Unidos, na sua reestreia, Cruyff marcou duas vezes, uma delas, um GOLAÇO. Calando a boca dos críticos que se abarrotavam para vê-lo jogar em Amsterdã.

(Cruyff foi três vezes vencedor da Bola de Ouro em 71, 73 e 74)

Dois anos após sua volta, mesmo bicampeão holandês, o Ajax já o achava velho demais para atuar pelo clube, que contava com as duas jovens estrelas Mark Van Basten e Frank Rikjaard. Contrariado, Cruyff assinou contrato com um dos principais rivais do Ajax, o Feyenoord, que também contava com uma jovem estrela, Ruud Gullit, em início de carreira. Não deu outra, Cruyff jogou um ótimo futebol em seu ano de despedida dos campos e levou o Feyenoord à conquista do campeonato holandês que o clube não conquistava fazia 10 anos.

(Cruyff idealizou o pênalti em dois toques)

Cruyff sempre foi mais respeitado na Espanha do que em sua terra natal, apesar do enorme sucesso. Ele é casado e teve três filhos, um deles, Jordi Cruyff também jogou futebol, mas nada que o compare ao pai, apesar de ter jogado por Ajax, Barcelona e Manchester United, e ter defendido a seleção da Holanda na Eurocopa de 1996. Hoje, Cruyff é conselheiro do Barcelona e sempre dá seus pitacos no clube.

Comentários

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL
Pelada na Net
Não Intendo Tenso O Macho Alpha Testosterona Capinaremos Mentirinhas Will Tirando
Categorias
<