Bora Baêa #2 – De virada é mais gostoso!

Por Zeel Fonseca 

fernandaoprotegejorgehenriquefp

   “Somos da turma tricolor, somos a voz do campeão…”. Meus queridos Tricolores de Aço, olha eu aqui de volta. Estou aqui falar do triunfo do nosso Esquadrão sobre o badalado Fogão Botafogo, que vinha de uma grande serie invicto. A partida ocorreu na bonita cidade de Aracajives (sou otário é???) no Estádio Lourival Batista. Mas vamos ao que mais interessa, que é os detalhes deste jogo.

   Ao contrario do que ocorreu no domingo contra o Internacional, o Bahia não começou bem a partida. Estava perdido em campo, sem conseguir impor a belíssima marcação da partida passada, logo, acabou vendo o Avengers Botafogo trocar passes e dominar a partida. E como estávamos apáticos em campo, o gol não tardou, e logo aos 8 minutos da primeira etapa, Vitinho recebeu a pelota no meio de campo e foi levando, levando, levando…. (bebendo água) levando e levando, sem nenhum marcador tricolor chegar para dar o combate ele bateu rasteiro no canto. E???? Gol né? Já que Marcelo Lombra Lomba resolveu aceitar uma bola teoricamente fácil. Saldo disto? Um soco na mesa e minha mão machucada.

   A primeira etapa seguiu desta forma, com o domínio do Botafogo em campo. E para piorar para o Bahia (ou não), o Marquinhos Gabriel sentiu um estiramento na coxa e teve que deixar a partida, quem o substituiu foi o Potita, que mais uma vez entrou com muita movimentação na partida. E nessas idas e vindas em campo, ele bateu de fora da área e o goleiro Renan bateu roupa, Fernandowski que nada tinha a ver com isto, só teve o trabalho de por para dentro. Era o empate do Tricolor de Aço, para o delírio da nossa nação.

   Na segunda etapa o Bahia voltou mais aceso, agredindo mais o time adversário e com uma postura muito melhor de marcação. Já o Botafogo voltou na marcha lenta, achando que poderia resolver o jogo a qualquer momento. Mas eles não tinham noção do que estava por vim. É amigos, o futebol pune quem o pratica com desinteresse. Na metade da segunda etapa aconteceu um lance que demostrava pura desatenção uma PIADA DO BOTAFOGO (roubei a vinheta do Pelada na Net). O Fellype Gabriel numa jogada morta, no lado esquerdo do campo, resolve fazer um recuo, mas o que ele acaba fazendo é um lançamento açucarado para Fernandowski “The Brocator”, que domina no peito e bate na saída do goleiro Renan. Bahia 2×1 Botafogo. De virada é mais gostoso.

   Após isto o Bahia teve mais uma chance com Souza, que entrou no lugar de Fernandowski (o artilheiro do brasileiro), ele entrou na área e bateu em cima do goleiro botafoguense. E no ultimo minuto Lomba fez uma intervenção importante impedindo assim o empate do time carioca. A partida terminou, o Bahia brocou e dormiu na sexta colocação do campeonato, mas ao final da rodada será o sétimo por conta do jogo entre Coritiba X Fluminense que ocorre nesta quinta-feira.

   Agora, vamos deixa de lero lero vem pra cá que eu também quero e vamos para a nota dos jogadores. Ao contrario do ultimo texto e a pedido de alguns, as notas serão de 0 a 10. Let’s go:

Marcelo Lombra – A meu ver falhou no gol do Vitinho e ainda fez eu machucar minha mão, mas, fez uma intervenção importantíssima no final da partida. Serei benevolente. Nota: 5,0

Madson – Tem aparecido bem na frente e ajudado muito na defesa, mas, erra muitos cruzamentos. Por isso levará a Nota: 6,0

Lucas Fonseca – Mais uma vez muito seguro na defesa. Antecipando sempre aos atacantes. Nota: 7,0

Titi – No geral muito seguro também, mas ontem parecia que estava com uma vontadezinha de dar uma braga. Nota: 6,0

Jussandro – Foi o melhor jogador do Bahia na primeira etapa. Na segunda etapa foi substituído pelo Raul. Nota: 7,0

Fahel – Foi bem na marcação, mas o gol do Botafogo fará com que a nota seja um pouco baixa, pelo fato que ninguém chegou para dar o combate. Nota: 6,0

Helder – Poderia jogar sempre como jogou ontem né? O feijão com arroz, o simples. Desta forma ele é importante para a equipe. Nota: 7,0

Diones – Fez o simples também, foi importante taticamente. Nota: 6,0

Marquinhos Gabriel – Não serei injusto nem para mais nem para menos, já que pouco jogou. Nota: 5,0

Ryder – “Volta Ryder, vai Ryder, aparece Ryder, marca Ryder”, na base de gritos do Cristóvão, ele fez o que o treinador pediu e foi importante na vitória tricolor. Nota: 7,0.

Fernandowski – Estava em todos os locais do campo, uma doação impressionante, jogando com garra e muita vontade. Se tivesse no gol quando o jogador do Botafogo chutou, teria defendido. Foi o melhor em campo e vai levar uma Nota: 10,0

Potita – Entrou com grande movimentação e com muita vontade também. O primeiro gol ocorreu porque ele tentou de fora da área e ficou a sobra para o centroavante. Nota: 7,0

Raul – Entrou bem para substituir o Jussandro e não comprometeu a lateral esquerda. Nota: 6,0

Souza – Tem que melhorar muito a movimentação, demonstrar vontade e parar de reclamar. Nota: 5,0

Bom, vou ficando por aqui, mas antes disto vou propor aos meus leitores um bolão para os próximos jogos do tricolor. As regras serão assim: Acertar vencedor e o placar marca 3 pontos; acertar só o vencedor marca 1 ponto; E os placares só valerão para quem postar nos comentários do texto hein? Estou aguardando a participação de vocês. Após o jogo do Vasco tem mais. BORA BAÊA MINHA PORRA!!!

Comentários

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL
Pelada na Net
E-Consulters Web Não Intendo Tenso O Macho Alpha Testosterona Capinaremos Mentirinhas Will Tirando
Categorias
<