Caiu na Área #20 – A queda do “Imperador” Adriano | FUTIRINHAS

Caiu na Área #20 – A queda do “Imperador” Adriano

Você imaginaria que aos 30 anos seria rico, famoso e cercado de belas mulheres?
Essa pergunta provavelmente terá uma resposta “não” por mais de 90% das pessoas.

Adriano sempre foi um ótimo jogador, surgiu bem no Flamengo e logo foi negociado para o futebol italiano, comprado pela Inter de Milão e por lá atuou por Parma, Fiorentina e a própria Inter. Foram ótimos anos, onde ganhara o apelido de Imperador da imprensa italiana. Através desse sucesso e do ótimo futebol apresentado Adriano foi um dos principais nomes do futebol mundial. Infelizmente, em meados de 2008, Adriano perdeu seu pai, grande companheiro e incentivador da carreira do jogador. Com isso, seu futebol praticamente sumiu e Adriano se afundou em problemas fora de campo.

Sumiu de Milão e ficou desaparecido por alguns dias. Somente foi encontrado na Vila Cruzeiro, Rio de Janeiro, comunidade onde morara quando criança e adolescente. Adriano disse não ter condições psicológicas de continuar jogando futebol e a Inter de Milão, optou por preservar o homem ao invés do jogador e rescindiu seu contrato, sem cobrança de multa, para que Adriano se tratasse psicologicamente. Após mais alguns dias de excessos (tais como fotos com chefes do tráfico de drogas, bebedeiras e etc), o jogador resolveu voltar ao futebol. Exatos 30 dias depois de ser demitido pela Inter de Milão, Adriano era apresentado no Flamengo.

Parecia realmente estar de volta a sua casa e naquele campeonato brasileiro resolveu jogar. E MUITO!
Foi de longe o melhor jogador do Flamengo na arrancada para o título nacional daquele ano. O mesmo futebol não foi apresentado no primeiro semestre de 2010 e mais problemas particulares começaram a tomar conta da vida do jogador. Problemas com a namorada quebrando carros dos companheiros de time durante um funk com traficantes numa favela do Rio de Janeiro, idas e vindas com a mesma atrapalharam a carreira de Adriano. No meio desse mesmo ano, o Flamengo recebeu uma proposta de compra do jogador pela Roma, da Itália. Adriano não exitou em aceitar a proposta alegando que precisava provar aos italianos que estava apto para voltar a jogar um ótimo futebol na velha bota. Apesar de ficar de fora da lista de Dunga para o mundial da África do Sul, Adriano não parecia abatido.

Rumou para Roma dizendo que arrebentaria novamente no futebol italiano. Ledo engano dele e de todos que acreditaram em suas palavras. Contusões e mais problemas extra-campo fizeram Adriano engordar E MUITO e ainda conseguir a incrível marca de não marca nenhum gol pelo time italiano.

Como se fosse possível, no início de 2011, o Corinthians foi atrás do jogador, com a pretensão de conseguir o mesmo sucesso que o clube tinha alcançado com Ronaldo. Este mesmo Ronaldo foi um dos responsáveis pela chegada de Adriano ao Parque São Jorge.

Adriano chegou com vencimentos avaliados em R$ 500.000,00 (QUINHENTOS MIL REAIS) mensais. Azarado, logo de cara, se contundiu. Fraturou o tendão de Aquiles, que obrigou Adriano a ficar 5 meses afastado dos gramados.

5 meses e 42 faltas às sessões de fisioterapia depois, Adriano finalmente estreiou pelo Corinthians e foi responsável por um dos principais gols da campanha corintiana na campanha do título do Campeonato Brasileiro de 2011. Esperava-se que dessa vez o jogador entraria nos eixos e engrenaria novamente.

2012 começou e Adriano continuava (BEM) acima do peso e tinha mais um caso policial para sua coleção (uma das “amigas” andando em seu carro acidentalmente atirou na própria mão brincando com o revólver de um amigo do jogador). O “Imperador” conseguiu marcar mais um gol pelo clube e a diretoria teimava em dizer na imprensa que toda semana emagrecia 3 quilos (pelos meus cálculos Adriano saiu do Corinthians pesando -14 quilos).

Depois de jogar contra o Santos, Adriano sumiu do Parque São Jorge (assim como tinha feito na época da Inter de Milão) e foi achado no Rio de Janeiro alegando que precisava pensar. Dessa vez, as especulações de uma possível volta ao Flamengo não demoraram nem 24 horas após o desligamento do jogador ao Corinthians. Ainda por cima, como o contrato ainda estava em vigor, Adriano resolveu COBRAR os salários que teria direito a receber caso jogasse pelo Timão.

Após toda essa “bela” história, restam algumas dúvidas:
– Adriano realmente é depressivo?
– O jogador é uma pessoa de caráter profissional?
– Será que já havia um contato entre Adriano e Flamengo antes do mesmo sair do Corinthians?
– Por que o jogador quis sair do Flamengo em 2010 e voltar pra Itália já que estava tão feliz no clube?

Essas perguntas parecem não ter resposta por enquanto. Nada além do “achismo” deste que vos escreve. Só acho que uma pessoa que precisa fugir pra fingir que está pensando na vida e não tem mais vontade de jogar futebol e logo depois volta ao clube de origem não tem consciência do que é ser um profissional. Não tem clareza de que para algumas pessoas ele é um ídolo e elas se espelham nele. Não aparece para treinar, falta às sessões para cuidar de sua própria saúde, inventa desculpas para não jogar. Essa pessoa não pode ser considerada simplesmente uma vítima. Ao Flamengo, por aceitar de volta esse jogador, fica apenas o decréscimo do respeito que tenho pelo clube.

Comentários

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL
Pelada na Net
Não Intendo Tenso O Macho Alpha Testosterona Capinaremos Mentirinhas Will Tirando
Categorias
<