Caiu na Área #26 – A culpa é sempre dos técnicos? | FUTIRINHAS

Caiu na Área #26 – A culpa é sempre dos técnicos?

Por Maju Uchôa 

Alguns times não estão encontrando o caminho certo nesse começo de campeonato brasileiro e começa-se a especular sobre crises, rebaixamentos e os olhos se voltam para os ditos responsáveis por isso: O técnico.

Também é papel do técnico motivar, mostrar confiança, segurança, liderança e impor respeito. Se um treinador não tem essas características, os jogadores podem não levar seu trabalho a sério e comprometer seu rendimento em campo.

Se um time não está funcionando, pode ser o momento de mudar de treinador, mas até que ponto a situação tem que chegar para que ocorra essa substituição? A má fase do time pode ser apenas passageira e o treinador pode trabalhar para reverter essa situação e promover a união, dando força e confiança.

Exemplo disso é o técnico Tite. O começo do seu trabalho no Corinthians foi bem conturbado, marcado por uma eliminação precoce na pré-libertadores e pressão da imprensa e da torcida, que pedia sua saída. Tite permaneceu firme e forte no Corinthians e conquistou o penta campeonato em 2011 e a tão sonhada Libertadores em 2012 de uma forma incrível, em cima do Boca Juniors e invicto. Foi um caso que deu certo.

Em 2002, a Seleção Brasileira não exalava muita confiança, não era uma das candidatas ao título, mas o trabalho do técnico Felipão unindo o elenco com a chamada “Família Scolari” foi uma das principais contribuições para a conquista do penta.

Em 2011 o Vasco teve o pior começo de temporada da história do clube e cogitava-se até o rebaixamento. Foi quando Ricardo Gomes chegou ao time e deixou os jogadores mais a vontade, impondo um ritmo mais lento, com paciência e mostrando confiança que a situação melhorou significativamente levando o clube ao título da Copa do Brasil.

Um caso que vem sendo bastante comentado é o do Flamengo que já vinha numa situação ruim com o Luxemburgo e acabou perdendo o técnico de vez depois de problemas entre ele e o então “craque” do time, Ronaldinho Gaúcho. Logo depois contratou Joel Santana e as esperanças do time da Gávea se renovaram. Porém, a situação não foi resolvida, a bagunça no time está ainda maior e a permanência do técnico está por um fio.

Os problemas enfrentados por um time nem sempre são culpa do técnico. Claro que ele é responsável por uma parcela dos problemas já que é o ‘guia’ do time, mas as dificuldades também podem vir do descaso da diretoria, dá má vontade dos jogadores e uma mudança de técnico pode até ser prejudicial ao clube.

Se o seu time está com problemas vindos da diretoria, do treinador e dos jogadores, bem… só posso desejar-lhe boa sorte!

Comentários

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL
Pelada na Net
Não Intendo Tenso O Macho Alpha Testosterona Capinaremos Mentirinhas Will Tirando
Categorias
<