Coluna do Asa de Arapiraca #1 – Início de campeonato é sempre, SEMPRE assim! | FUTIRINHAS

Coluna do Asa de Arapiraca #1 – Início de campeonato é sempre, SEMPRE assim!

Por Victor Silva 

joinville_ae_mistershadow_15

Que o jogo não seria fácil, era de se esperar. Mas, a forma como o time jogou, mais uma vez, é o que chateia. Ver um jogo em que um time não cria UMA, eu disse UMA, chance de gol é de ficar “cabreiro”, como se diz aqui em Alagoas. Na verdade, essa falta de um meia que chame a responsabilidade pra si, que decida o jogo em um passe ou em uma jogada individual, vem de tempos. Na verdade, pra mim, não vi outro depois de Raul. Sim, Raul, aquele criticado por muitos e que foi queimado por não jogar em sua função principal.

No mais, voltando ao ano de 2013, parece que manteremos as mesmas dores de cabeça. Com a volta do Maranhão, a expressão “É chutão no Maranhão” parece que voltará a ser ecoada por todos, não só pela torcida, mas também por imprensa, principalmente. Antes de tudo, não defendo essa “tática”, pelo contrário, gosto do jogo bem jogado, trabalhado, com toque de bola, aquele que encanta a todos e não o jogo como estamos vendo desde a final do Nordestão. Ah, Nordestão, que saudades daquele time e que, curiosamente, é o mesmo que vemos hoje. Ou seria, que saudades do time armado pelo Leandro Campos? O tempo dirá, se é que já não está dizendo.

No jogo contra o Joinville, mais uma vez, vi um time que visionou o gol durante os 90 minutos, mas, se complicou por ser desorganizado em campo, durante as subidas. Desorganização essa, que custou a derrota para o fraquinho Palmeiras. Dois gols em duas bobeiras de contra-ataques, assim como os 3 que sofreu contra o Palmeiras, ou seria Guarani de grife?

 

Vamos as notas dos jogadores no confronto contra o JEC:

Gilson: 7,0

Como sempre, importante, salvando o ASA em alguns momentos, com boas defesas. Além do mais, como sempre, foi a liderança do time em campo.

Osmar: 2,0

Acho essa nota até generosa para ele. Avenida Osmar vem complicando o ASA em muitos momentos, contra o Jec não foi diferente. Por muitas vezes o lateral/meio Carlos Alberto entrou pela sua esquerda sozinho, já que nem um moto-táxi anda resolvendo para Osmar.

Micael: 6,0

Em sua estreia, ao menos, não complicou. Pode, sim, formar a dupla de zaga com Tiago Garça.

Fabiano: 5,5

Pra mim, é apenas uma opção do setor defensivo. Tecnicamente é falho, tá mais pra um cone móvel, que só sabe cabecear (e olhe lá).

Chiquinho Baiano: 4,0

Parece que é fã de Osmar. Vem fazendo o mesmo que o lateral-direito faz. Ou seja, nada. Não consegue acertar um cruzamento, além da avenida que vem deixando toda vez que sobe. A substituição dele foi mais que necessária.

Cal: 6,0

O Pitbull tá amarrado, só pode. Nos dias de hoje, um volante que apenas desarma não pode ser aproveitado como titular. Cal poderia ser uma exceção, se, ao menos, acertasse UM passe após suas roubadas.

Jorginho: 5,0

Não consegue marcar, não consegue sair jogando pra frente, não consegue ganhar uma bola no corpo. Afinal, o que fazes em campo?

Milton Júnior: 6,5

Mais um da turma dos que “não complicou”. Na verdade, vinha até bem, dando opção de desafogamento do meio-campo, até cometer um penâlti infantil que resultou no segundo gol do Joinville.

Bruno: 6,0

Como titular, a sua estreia foi razoável. Mas, o desentrosamento com o restante dos companheiros é visível. Na partida, tentou alguns lançamentos, mas todos falhos. Seria ele, o jogador que nos falta desde 2011? Tomara!

Wanderson: 4,0

Queria eu que este rapaz fosse 5% do tal Neymar. Aliás, queria deixar aqui, o esclarecimento público à todos e dizer que, NUNCA ninguém relacionou tal jogador à Neymar. Isso é invenção da mídia para promover o jogo contra o Palmeiras. Aliás, ainda acho que a torcida do ASA tem torcedores em sã consciência e, nunca cometeria tal atrocidade. Esse rapaz tá mais para Usain Bolt. Aliás, acho que Usain tem mais intimidade com a bola.

Lúcio Maranhão: 5,0

Voltou querendo mostrar serviço, mas, parece que passou 6 meses sem tocar na bola no Vitória. Acho que quando derem uma bola pra ele passar uma semana correndo pra cima e pra baixo com ela, ele cansa. Não deixará de ser nosso MITO, mas tem que lembrar que existem mais 9 companheiros em campo e, o time não é miserável, ele não pode querer decidir tudo sozinho. Toca a bola Lúcio, pô.

Márcio Goiano: 6,0

Entrou no lugar da Rodovia Chiquinho Baiano, nas vezes que apareceu, foi bem, mas, ainda acho pouco para se tirar uma conclusão por mínima que seja.

Gabriel: 5,5

Entrou como meio-campo, tentou, por vezes, decidir a partida com finalizações feias. Acho que até o Carlitos Tevez assustaria mais o goleiro Ivan.

Rudiero: 3,0

Merece tal nota por bondade. Não o vi pegar na bola uma vez. Difícil tirar conclusão de torcedor que assiste o jogo de dentro do campo.

Ricardo Silva: 4,0

Ô Pofexô, bora se mexer, né? Entrou com um time óbvio, mas barrou Tiago Garça e Thalysson (Vai lá saber porquê). Nas vezes que mexeu, mexeu errado, o que vem sendo uma característica de tal comandante. Acorda, Teacher, você não é auxiliar

(Ou seria?)

Terça tem mais e que consigamos uma BOA resultado.

 

Colunista: Victor Silva

Twitter: @victorsilva_010

Comentários

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL
Pelada na Net
Não Intendo Tenso O Macho Alpha Testosterona Capinaremos Mentirinhas Will Tirando
Categorias
<