Coluna do Avaí #1 – Virada Espetacular | FUTIRINHAS

Coluna do Avaí #1 – Virada Espetacular

Por Luiz Arthur 

foto_8

Apesar da vitória o time novamente não fez uma boa exibição. Claro que os 3 pontos são importantíssimos, juntamente com o poder de reação do clube,mas tem muito a se reaver. O time ainda está muito bagunçado,defesa confusa,laterais que “não fedem e não cheiram” volantes lentos…

Sobre os jogadores:
 
Diego: Mais uma partida segura,não teve culpa em nenhum dos gols, e fez defesas importantes,como a defesa no último minuto após cobrança de falta do time do Icasa.
Nota: 6,5
 
Vinicius Bovi: Novamente não foi muito requisitado,pouco apoiou e pouco defendeu,é um jogador fraco,não tem futebol para ser titular do time do Avaí.
Nota: 5,5
 
Leandro Silva: Foi o único jogador defensivamente que passou pelo menos “um pouco de segurança” na bagunçada defesa do time do Avaí. Porém mesmo assim, esteve confuso ao lado de Alex Lima,com quem jogou a primeira vez junto na temporada,e quase marcou um gol contra no primeiro tempo,contando com grande (e na sorte) defesa de Diego.
Nota: 6,0
 
Alex Lima: Fraco. Tudo bem que volta de lesão,e conta com falta de ritmo,mas mesmo assim, assim como o lateral direito Vinicius Bovi,não tem futebol para ser titular da equipe avaiana. Deve confiança, e ao invés de tentar passa-la, foi expulso de forma infantil no final do jogo.
Nota: 5,0
 
Julinho: Teve alguns lampejos de bom futebol ofensivo,mas novamente foi uma avenida defensiva,dando muito espaço. Foi o autor de um belo lançamento que resultou no terceiro gol do Avaí, porém sem contar com esse lance,pouco acrescentou.
Nota:6,0
 
Alê: É muito bom marcador,mas peca na saída de bola. Jogador de pouca velocidade, que ainda bate cabeça com Eduardo Costa no meio campo, fez partida razoável,mas acho que não ajudou a passar segurança defensiva.
Nota:6,0
 
Eduardo Costa: Ajudou na marcação,mas assim como o outro volante Alê,peca muito na saída de bola devido a sua lentidão; foi substituído no intervalo do jogo,porque o técnico Ricardinho queria velocidade no time.
Nota:5,5
Diego Jardel: Teve a missão de substituir o meia Marquinhos,porém não teve o mesmo brilho que o ídolo do Avaí. É bom jogador,mas não está pronto para assumir uma camisa 10. Foi substituído no segundo tempo pelo atacante Reis.
Nota:5,5
 
Cléber Santana: Não teve tanta participação durante a partida,foi um pouco apagado. Porém fez gol a lá Cléber Santana em sua última passagem pelo Avaí. Seu primeiro desde a sua volta,e um golaço de falta. Sem contar que foi o gol da vitória.
Nota:7,0
 
Marcio Diogo: Jogador que promete com a camisa do Avaí,tem ótima velocidade,e muita raça. Marcou o gol de empate do Avaí, depois de lançamento longo de Julinho, tendo extrema raça de evitar a saída de bola pela linha de fundo,e batendo na saída do goleiro.
Nota:7,0
 
Beto: No primeiro tempo pouco apareceu. Porém no segundo tempo marcou o gol que colocou fogo no jogo com seu ofício: oportunismo. No segundo tempo saiu para a entrada do meia Higor. Atacante que disputa pela vaga que o Avaí procura faz 2 anos sem sucesso: centro-avante.
Nota:6,5
 
Rodrigo Thiesen: entrou no segundo tempo para ajudar a arrumar o setor defensivo ao Avaí,e por conta de sua juventude,dar mais velocidade ao jogo. Foi bem.
Nota:6,5
 
Higor: jogador com algumas deficiências,porém com grande velocidade,e possivelmente com grande futuro pela frente. Entrou faltando apenas 8 minutos,então não posso fazer uma crítica sobre a sua partida.
 
Reis: entrou na metade do segundo tempo no lugar do meia Diego Jardel,e incomodou. Não chegou ter nenhum grande lance,mas soube incomodar a defesa do Icasa.
 
Nota:6,0
 
Ricardinho: Manteve o 4-4-2,porém com mudanças. Alex Lima jogou na defesa no lugar de Alef,suspenso. Julinho voltou a lateral,Diego Jardel entrou como titular e Beto substituiu Reis que não vem em boa fase. Por mais que o time tenha sido muito apático no primeiro tempo,voltou mais ligado e conseguiu uma virada heroica no segundo tempo depois de um belo “esporro” dado por ele no intervalo pelo que repercutiu por aí. Teve seus méritos,mas tem que arrumar o time.
 
Como pude detalhar pelo desempenho dos jogadores, o time realmente não foi bem. A vitória foi heroica mas faltou segurança. Se o Avaí quer mesmo conquistar o acesso tem que arrumar o time. No primeiro tempo a defesa esteve MUITO insegura,e o Icasa se aproveitou disso e fez dois gols,sendo que até poderia ter feito mais. Porém ainda no primeiro tempo a equipe conseguiu diminuir o marcador,depois de frango HISTÓRICO do goleiro Camilo, do Icasa. No segundo tempo os jogadores voltaram mais ligados,porém logo no início sofreu mais um gol,o que complicaria a equipe. Mas com uma dose de força injetada no segundo tempo,e também pelo fato do time do Icasa ser fraco,o time chegou ao empate,e depois de vinte minutos de pouco futebol, aos 40 minutos, Cléber Santana em cobrança de falta magistral fez o gol da vitória. Depois disso, o Icasa se voltou ao ataque, e mais uma vez contamos com a falta de força da equipe visitante. Aos 47 o time do Icasa ainda teve uma falta muito perigosa,que forçou uma grande defesa do goleiro Diego.
 
Enfim,terça-feira mais um jogo difícil,contra o Palmeiras fora de casa,as 19:30. O time precisa ser arrumado,se o Avaí quiser sair pelo menos com um ponto de São Paulo. O Palmeiras é o favorito ao acesso a série B, até pelo fato de ser a equipe que mais investiu,e também pela sua tradição. Ricardinho terá que trabalhar até terça para tentar ajustar esse time. Porque desse jeito,vai ser difícil chegar a algum lugar.

Comentários

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL
Pelada na Net
Não Intendo Tenso O Macho Alpha Testosterona Capinaremos Mentirinhas Will Tirando
Categorias
<