Coluna do São Paulo #2 – Caímos no Horto… E sobrevivemos! | FUTIRINHAS

Coluna do São Paulo #2 – Caímos no Horto… E sobrevivemos!

130508atleticu

        Mais uma partida do tricolor aconteceu nesse final de semana. Válida pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2013. Tivemos um ano muito frustrante. Com duas eliminações que me fizeram acreditar em mais um ano sem títulos na história do São Paulo. Pensando bem, esse semestre pífio tem um nome: Atlético MG. 
       Claro que quando pensamos em rivais, logo vem à mente o trio paulista envolvendo Corinthians, Palmeiras e Santos. Mas de que era válida essa rivalidade bairrista se a competição de destaque para a temporada seria a Libertadores? Além daquele domingo de Morumbi cheio presenciando o Rogério Ceni, nosso ídolo maior, se adiantando em uma cobrança de pênalti, algo a mais nos era reservado.
        Estávamos de volta à nossa velha conhecida Copa. Dessa vez de uma maneira grandiosa por alcançarmos o título da Sul-Americana do ano passado. Só que dessa vez sem Lucas. Quem diria que o moleque faria tanta falta…
        A fase de grupos foi sofrida, com uma classificação heróica. Ou não. Há quem diga que aquele 2×0 foi “proposital” pelo time mineiro que não queria encarar a viagem à Bolívia e voltar aos seiláquantosmetros de altitude de La Paz. Eu penso o contrário. Qual o time em sã consciência arriscaria sua classificação às quartas de final por um motivo tão banal?
      Eu estava confiante em arrancar algo deles até que o gol de Jô fez a torcida atleticana gritar no jogo de volta das oitavas. Abrindo o placar para a sonora goleada, na qual não gosto de lembrar… 4×1 nem para times pequenos é um bom resultado fora de casa. A não ser contra o Barcelona no Camp Nou.
        Passaram-se duas rodadas do Brasileiro e pouco menos de um mês para que voltássemos  a nos encontrar no campo rival. E tenho que falar: E não é que o tricolor jogou bem?
       Aquela sina de “Caiu no Horto, tá morto” não parecia evidente no jogo do último domingo. O Atlético foi com seu time titular, com algumas baixas, como o Bernard e Réver, para a seleção amarela que amarelou diante da Inglaterra. Mas isso não me cabe avaliar. Em matéria de desfalque, o clássico estava recheado. Mas, infelizmente tricolor ganhou nesse quesito. Jadson na seleção, Ganso e Luis Fabiano machucado, além do Carleto que se lesionou logo no início do jogo. Este último acontecimento citado é uma lástima.
     Em uma bola disputada com Jô, o lateral são-paulino ficou ao solo por minutos e, mesmo aos prantos, quis voltar à partida. O que se concretizou mas não por muito tempo. Pois logo caiu novamente ao gramado do Independência e, dessa vez, foi substituído por Juan, aquele mesmo que estava no Santos até um tempo atrás.
       De acordo com o departamento do time, Carleto SÓ VOLTARÁ EM 2014. Isso mesmo. Ele rompeu o ligamento cruzado do joelho. Casualidade nada bem vinda.
      Agora voltando ao jogo, fiquei surpreso com as jogadas bem sucedidas do ataque tricolor  e, por um instante acreditei que seria possível uma vitória lá na casa deles. Por vezes chegamos à meta defendida por Victor, herói atleticano, e não marcávamos o gol. Por outro lado, Ronaldinho e companhia fazia o que sabia fazer, tocar a bola até finalizar a jogada.
     Lembram daquele ato de genialidade (e malandragem) em um lateral lançado ao dentuço no primeiro jogo, que culminou em gol na fase de grupos na Liberta? Pois é. Ontem quase fomos vítimas de algo parecido. O juiz marcou uma falta perto da área e, como permite a regra, cobraram rapidamente e, após uma bomba de Jô, Rogério desviou levemente a bola para a linha de fundo. Mostrando que não está fora de ritmo de jogo como críticos gostam de falar do m1to.
     Um dos lances que arrancaram um “Uhhhh!” da torcida do tricolor foi responsabilidade de Lúcio. Tudo bem, o goleiro atleticano falhou mas a bola ia entrando quando Marcos Rocha aparece, em cima da linha para tirar o que seria o o gol da vitória de nós, os visitantes.
     Convenhamos, foi um resultado mais que agradável quando considerado o nosso retrospecto no Horto. Voltamos à liderança e, com 7 pontos até o momento, podemos ficar tranquilos até quarta-feira quando o Goiás vem ao Morumbi tentar a sua primeira vitória no Brasileirão.
     Com a volta de Ganso, podemos esboçar um time mais forte e que faça das próximas rodadas meros degraus para o nosso tão aguardado hepta.
VAMOS SÃO PAULO, VAMOS SER CAMPEÃO!

Comentários

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL
Pelada na Net
Não Intendo Tenso O Macho Alpha Testosterona Capinaremos Mentirinhas Will Tirando
Categorias
<