Os 10 últimos artilheiros do Brasileirão | FUTIRINHAS

Os 10 últimos artilheiros do Brasileirão

Lá do DiBico 

Sem dúvida nenhuma o grande nome do Campeonato Brasileiro de 2012 é o artilheiro Fred. Ao lado de Diego CavalieriJean e Wellington Nem, ele foi o principal jogador do campeão Fluminense. Contudo, soma a favor do camisa 09 o comportamento em campo e a sua importância como capitão para a equipe. Sem ele, muito provavelmente o Fluminense não teria sido o campeão deste ano.

Para “homenagear” o artilheiro Fred, o Top desta semana é com todos os dez últimos artilheiros do Campeonato Brasileiro.

2003 – Dimba (Goiás) – 31 gols

Dimba foi o primeiro artilheiro da era dos pontos corridos e liderou o time goiano na arrancada histórica que livrou o Goiás de um rebaixamento certo e quase levou à Copa Libertadores. O jogador saiu do Goiás em 2003 para ir para o Al Ittihad da Arábia. Quando voltou para o Brasil foi para o Flamengo, onde ficou em 2004 e 2005. Depois foi para o São Caetano, Brasiliense, Ceilândia, Legião (que não é urbana) e retornou ao Ceilândia, onde está até hoje com 39 anos de idade.

2004 – Washington (Atlético Paranaense) – 34 gols

Washington é o atual detentor do recorde de números de gols do Campeonato Brasileiro. Seus 34 gols no Campeonato Brasileiro de 2004 quase garantiram o título ao Atlético Paranaense, que acabou sendo vice campeão atrás do Santos de Robinho. Depois da temporada de 2004, Washington se transferiu para o futebol japonês, onde jogou por 3 anos antes de retornar para o futebol brasileiro. Coração Valente (apelido do jogador) foi para o Fluminense  em 2008. No tricolor das laranjeiras criou uma grande identificação com a torcida, pelos seus gols decisivos e espírito guerreiro. Foi importantíssimo no vicecampeonato da Libertadores daquele ano. Marcou gols decisivos na semifinal e nas quartas de final, contra Boca Juniors e São Paulo, respectivamente. Porém, na final, errou um dos pênaltis na decisão contra a LDU. Em 2009 se transferiu para o São Paulo, mas não obteve sucesso nos seus dois anos no clube. Em 2011 retornou para o Fluminense e se aposentou com a camisa verde, branca e grená após aconquista do Campeonato Brasileiro.

2005 – Romário (Vasco) – 22 gols

Esse é certamente o mais conhecido de todos e certamente dispensa maiores informações. Depois do Campeonato Brasileiro de 2005, que o peixe fez 22 gols pelo Vasco da Gama, Romário saiu no início de 2006 para se transferir para um time de Miami e em seguida para o Adelaide United da Austrália. Em 2007, o baixinho retornou novamente para o Vasco e fez o tão esperado milésimo gol. Hoje, Romário é deputado federal pelo Rio de Janeiro.

2006 – Souza (Goiás) – 17 gols

Souza foi o artilheiro com o menor número de gols na era dos pontos corridos. Apenas 17 gols lhe garantiram presença nesta lista, sendo o segundo artilheiro do Goiás após 2003. Depois de 2006, Souza foi contratado pelo Flamengo como um grande reforço. Porém, não fez muito sucesso no Rio de Janeiro e foi vendido em 2008 ao Panathinaikos da Grécia. No clube grego fez apenas 4 jogos e retornou ao Brasil para jogar no Corinthians. No timão Souza teve sua pior fase, foi motivo de chacota e ainda conseguiu durar dois anos no time paulista, sendo reserva de Ronaldo Fenômeno. Depois de longos anos para a fiel, Souza foi para o Bahia, onde demorou a se acertar, mas hoje faz sucesso no clube baiano.

2007 – Josiel (Paraná) – 20 gols

Josiel é, talvez, o pior jogador da história a ganhar o “título” de artilheiro do Campeonato Brasileiro. Em 2007 ele fez quase metade dos 42 gols do Paraná. Em 2008, o Flamengo, mais uma vez, contratou o artilheiro do Campeonato Brasileiro do ano anterior, após curta temporada no Al Wahda dos Emirados Árabes. No clube carioca Josiel não fez sucesso, mesmo sendo o vice artilheiro do Campeonato Carioca de 2009, sendo dispensado após a derrrota de 5 a 0 para o Coritiba. O “artilheiro” teve que retornar ao futebol árabe, mas logo foi repassado ao Jaguares do México. Em agosto de 2010 o Atlético Goianiense acertou a contratação de Josiel. No clube goiano ele também não foi bem, fazendo apenas 3 gols em 18 jogos. Em 2011 “Josigol” (hahaha) foi para o Paysandu e lá mostrou toda sua capacidade intelectual que ainda não conhecíamos ao criticar duramente a cidade de Belém. O cara já é ruim e ainda fala mal da cidade onde está jogando? Em 2012 foi para o Macaé do Rio de Janeiro e até fez um bom Campeonato Carioca. Hoje está no Cuiabá.

2008 – Washington (Fluminense), Keirrison (Coritiba) e Kléber Pereira (Santos) – 21 gols

Em 2008 um fato quase inédito aconteceu: três jogadores dividiram a artilharia do Campeonato Brasileiro. Isso só havia acontecido em 2000 comDillMagno Alves e Romário.

Washington já tinha sido artilheiro e recordista de número de gols em uma só edição do Brasileirão, em 2004, pelo Atlético Paranaense, com 34 tentos.

Artilheiro por duas vezes (2004 e 2008), Washington merece destaque

Keirrison foi a grande revelação do Coritiba na campanha de 2008 e se transferiu para o Palmeiras no início do ano seguinte. No time paulista, ele foi muito bem, fez um excelente semestre e se transferiu para o todo poderoso Barcelona. No clube catalão não teve nem oportunidade (acho que nem chegou a conhecer o centro de treinamento de lá) e foi emprestado para o Benfica e depois para o Fiorentina. Sem sucesso nos clubes europeus, Keirrison retornou ao futebol brasileiro em julho de 2010, diretamente para o Santos, onde também não fez sucesso, sendo reserva em toda sua passagem por lá. Fez parte do elenco campeão da Copa Libertadores de 2011, mas quase não participou. No fim do empréstimo com o time santista, o jogador voltou para o Barcelona que o repassou ao Cruzeiro. No time da Toca da Raposa também não foi bem e marcou apenas um gol. No início de 2012 sofreu uma grave lesão e voltou para o Coritiba, praticamente para recomeçar a sua carreira que parecia que seria brilhante.

Kleber Pereira foi artilheiro do Campeonato Brasileiro já com 32 anos. Hoje com 36 (sou um gênio da matemática) ele, ao contrário do que a maioria pensava, ainda não se aposentou e está jogando no Moto Club do Maranhão desde agosto de 2011. Antes disso, Kléber Pereira jogou no Vitória por um ano, sendo reserva em todo o período que jogou no clube baiano. No início de 2010 o atacante foi contratado pelo Internacional, mas também quase não foi aproveitado.

2009 – Adriano (Flamengo) e Diego Tardelli (Atlético) – 19 gols

Adriano conquistou o título do Campeonato Brasileiro de 2009 e de quebra ainda faturou a artilharia da competição. Depois dessa temporada brilhante, se transferiu para o Roma da Itália. No clube italiano ele quase não jogou e não marcou nenhum gol. Em 2011 foi para o Corinthians como uma contratação arriscada. Logo na sua chegada contundiu o Tendão de Aquiles e ficou afastado até o mês de outubro. No final de novembro marcou o gol da virada contra o Atlético Mineiro, parecendo que entraria nas graças da torcida. Mas ficou só na aparência. Mesmo com o título do Campeonato Brasileiro, Adriano chamava mais atenção pelo mal comportamento. No início de 2012 foi afastado do clube após mais um ato de indisciplina, assim como aconteceu recentemente no Flamengo. Hoje o Imperador é praticamente um aposentado.

Diego Tardelli foi um dos artilheiros do Campeonato Brasileiro de 2009 e se tornou o maior ídolo recente da história do Atlético Mineiro. Em 2010, no entanto, Tardelli teve que brigar para não ser rebaixado com o clube mineiro. No ano seguinte, o atacante se transferiu para o Anzhi da Rússia, que o contratou por cerca de 5 milhões de euros. No clube russo Tardelli não teve sucesso e em 2012 se transferiu para o Al-Gharafa

2010 – Jonas (Grêmio) – 23 gols

De “pior atacante do mundo” à artilheiro do Brasileirão. Essa é a frase que pode descrever a trajetória de Jonas, que mostrou para todos os críticos o seu potencial. O jornal “Mundo Desportivo”, da Espanha, deu o título a ele de pior atacante do mundo pelas chances claras perdidas durante a Libertadores de 2009. Mas Jonas mostrou ainda em 2009 que era um goleador, fazendo 24 gols na temporada e sendo artilheiro do Grêmio naquele ano. E em 2010 veio a confirmação da qualidade do jogador: artilheiro do Brasileirão com 23 gols e ainda entrou para a lista de 5 maiores goleadores do Grêmio nos últimos 50 anos do clube. Em 2011 se transferiu para o Valência, onde ainda atua com destaque e chegou até mesmo a ganhar chances recentes na Seleção Brasileira de Mano Menezes.

2011 – Borges (Santos) – 23 gols

O atacante, que atualmente joga pelo Cruzeiro, já tem 32 anos e uma carreira marcada por muitos gols. Destaque no Paraná em 2005, foi para o Vegalta Sendai, do Japão, e voltou em 2007  para ganhar chance em uma grande equipe do futebol brasileiro,o São Paulo. Embora não tenha conseguido ter uma sequência grande de jogos como titular pelo tricolor, Borges costumava deixar sua marca. Em 2010 foi para o Grêmio, onde continuou anotando muitos gols. Mas foi em 2011, no Santos, que Borges fez uma temporada digna de artilheiro de Campeonato Brasileiro. O jogador fez dupla de ataque com o craque Neymar e anotou 23 gols no Brasileirão.

 

Comentários

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL
Pelada na Net
Não Intendo Tenso O Macho Alpha Testosterona Capinaremos Mentirinhas Will Tirando
Categorias
<