Futebol Alemão #1 – Resumo da temporada da Bundesliga

Por Gustavo Lyra 

259855-bayern-munich

Meu nome é Gustavo Lyra e sou estudante de Audiovisual na Universidade de Brasília. Acompanho os campeonatos europeus há 5 anos, desde que entrei na faculdade. Há algum tempo tenho alimentado o desejo de ser comentarista esportivo, to pensando em fazer uma dupla habilitação em jornalismo e seguir carreira nessa área. Sou apaixonado por quase todos os esportes, acompanho Futebol, Futebol americano, NBA, NBB, Futsal, Vôlei, Tennis, Skate, BMX, etc. Mas futebol primeiro. Eu e o comentarista do cruzeiro, o Lécio Barros, morávamos na mesma cidade e somos rivais no FM até hoje. Sou torcedor da Internazionale de Milão e do Arsenal, mas recentemente o Borussia Dortmund me chamou muito a atenção e comecei a acompanhar a Bundesliga. Desde o primeiro título do Borussia eu acompanho o campeonato alemão e acho muito mais interessante que todos os outros campeonatos europeus, até os jogos de times pequenos são bons de ver. A torcida é muito vibrante e todo jogo é uma tensão diferente. Como eu não tenho PFC eu não consigo acompanhar todo o campeonato brasileiro, me preocupo só com meu Cruzeiro e olhe lá. Acompanho pela ESPN os principais campeonatos europeus, mas sigo principalmente as notícias da Champions e da Bundesliga. Tô fazendo aula de alemão e to praticando bastante tentando ler os artigos em alemão.
O final da Bundesliga foi marcado pelos recordes estabelecidos pelo Bayern München (1º), a disputa ponto a ponto pelo segundo lugar e algumas surpresas positivas.
O time de Munique fez uma temporada à parte dos outros. Apenas 4 empates e 1 derrota, 29 vitórias, totalizando 91 pontos. Com o melhor ataque  e defesa da história da liga (98/18 SG: 80), 89% de aproveitamento e média de 2.68 gols por jogo a Estrela do Sul (Stern des Südens) estabeleceu outro nível para o futebol. O time de Munique simplesmente não encontrou rivais na temporada 2012-13, nem na Alemanha, nem em qualquer outro lugar. Com apenas duas derrotas em toda a temporada, contra B. Leverkusen no primeiro turno do alemão e contra o Arsenal nas oitavas da Champions, o time abocanhou todos os títulos que podia conquistar: Bundesliga, Champions League e Copa da Alemanha.
Apesar dessa temporada avassaladora do time apelidado de FC Hollywood, o campeonato alemão tem se tornado mais e mais competitivo, os jogos cada vez mais interessantes e emocionantes nos últimos anos. Outros clubes têm crescido e formado boas equipes, revelando talentos e praticando um futebol de muita dedicação tática. O melhor exemplo é o Borussia Dortmund (2º).
Depois do bicampeonato e um fiasco na Champions League do temporada passada, o time de Dortmund decidiu se focar na competição européia e deixou o caminho aberto para a vitória Bávara. Não que os reds precisassem disso. A opção do time aurinegro pela competição européia lhes rendeu o vice-campeonato da Champions League, visibilidade mundial e o time deve continuar crescendo. Correndo no seu ritmo tradicional, os outros dois grandes da alemanha, Bayer (não confunda com Bayern, que se refere à região, esse Bayer é do patrocinador) Leverkusen (3º) e Schalke 04 (4º) abocanharam as outras duas vagas para a Champions.
Com a segunda melhor defesa do campeonato e Stefan Kießling, o artilheiro com 25 gols, o time comandado pela dupla S. Lewandowski e S. Hyypiä conseguiu abocanhar um terceiro lugar merecido. O único time a conseguir derrotar o Bayern na Bundesliga, os Leões apresentaram um futebol sólido, com excelente posicionamento defensivo sob o comando do goleiro Bernd Leno, que promete seguir a linhagem de bons goleiros Alemães. Além disso, o time chamado de “Equipe Fábrica” (Werkself) revelou o talento do meia André Schürrle que começa a receber suas chances na Seleção Alemã.
Uma surpresa agradável foi a campanha sólida do Freiburg (5º). O modesto time tem como título mais importante a série b do campeonato alemão e tem como seu artilheiro histórico o atual técnico da seleção alemã, Joachim Löw. O Freiburg e o Eintracht Frankfurt (6º) ficaram com as vagas para a liga Europa, desbancando times mais tradicionais como o Wolfsburg, o Werder Bremen e até o finalista da copa da alemanha Stuttgart.
Outra boa notícia foi a campanha do Hamburguer SV (7º), mais conhecido apenas como HSV. É o único time que permanece na primeira divisão alemã desde a formação da Bundesliga em 63. O Dinossauro (der Dinosaurier) terminou o campeonato em 7º, perdendo a vaga para a Euro nas últimas rodadas com derrotas para Freiburg, Schalke e Leverkusen nos últimos 7 jogos.
O Greuther Fürth (18º) fez uma campanha pífia, com 20 derrotas e apenas 4 vitórias e vai voltar para a Bundesliga 2. O Fortuna Düsseldorf (17º) brigou com o Hoffenheim até o fim, mas amargou 6 derrotas em 1 empate nas últimas 7 partidas do ano, perdendo a briga contra o rebaixamento. Automaticamente campeão e vice da B2, Hertha Berlim e Eintracht Braunschweig , ascendem para a primeira divisão. Mas o Hoffenheim (16º) ainda não se safou. Na liga alemã o antepenúltimo da primeira divisão joga contra o terceiro colocado da segunda divisão para decidir quem sobe e quem cai. O tradicional Kaiserslautern, que caiu no ano passado, vai se agarrar à essa vaga com unhas e dentes e eu espero que vejamos os Red Devils (die roten Teufel) alemães  de volta à Bundesliga temporada que vem.

Comentários

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL
Pelada na Net
E-Consulters Web Não Intendo Tenso O Macho Alpha Testosterona Capinaremos Mentirinhas Will Tirando
Categorias
<