Futebol Alemão #2 – Novidades da Alemanha

Por Gustavo Lyra 

promo_startapp_bundesliga

Mercado da bola

Principais contratações já confirmadas do futebol alemão.

Alguns times alemães gostam de fechar negócios no meio da temporada, antes mesmo da abertura da janela de transferências. A vantagem é evitar concorrência e poder fazer como o Bayern que esfregou na cara dos rivais de Dortmund a contratação de Mario Götze logo antes do jogo decisivo pela semi-final da copa da Alemanha.

Aliás, o estrelinha dourada do Borussia era a principal negociação do futebol mundial até o anúncio de Neymar pelo Barça e Falcão García foi anunciado pelo Mônaco (wtf, né?). No campeonato alemão a ida do pequeno Mario para o atual campeão alemão é a grande treta até agora (e provavelmente ninguém vai contratar melhor que isso).

Götze é meia central que cai pelas laterais sem problemas. A única questão é: quem vai sentar no banco? Ribéry, Müller, Robben (que vinha sendo reserva) ou Kroos? A página do Bayern no Facebook já postou uma foto de Götze e Toni Kroos conversando com a legenda “Futuro do Bayern”. Será que o moleque de Dortmund já vai chegar titular? Ou será que vai ser um Fabregas que vem sem ter espaço pra ele no time? Achei meio exagero do Bayern.

Dortmund gastou 9M de euros para reforçar a zaga com o grego Sokratis Papastathopoulos,  do Werder Bremen. Felipe Santana, herói da semifinal da Champions contra o Málaga, vai pro rival do vale do Rûr, Schalke 04, substituindo o recém aposentado Metzelder. Além de Santana, os azuis reais (Königsblauen) trouxeram mais dois brasileiros: o meia Michel Bastos, que vem do Lyon, e o meio campo Raffael do Dynamo Kiev, ambos por empréstimo.

Werder Bremen executou a cláusula de compra ao fim do contrato e firmou com o atacante Nils Petersen, vindo do Bayern M; E trouxe o meio campista congolês Cedric Makiadi, ex-Freiburg, ambos por 3M. Os Wolfs trouxeram o meia Daniel Caliguri, também do Freiburg, por 2.5 milhões, e o goleiro do rebaixado Greuther Fürth, Max Grun. Além disso 16 jogadores retornam de empréstimo para a temporada 13~14.

Stuttgart, vice-campeão da Pokal (Copa), anunciou a contratação do chamado “Kiwi Messi”, Marco Rojas. Eleito melhor jogador da Nova Zelândia na última temporada pelo Melbourne Victory. Vamos ver, o moleque parece que joga bem mesmo, só tem que ver se ele aguenta o nível do futebol europeu. Também contrataram o atacante norueguês mohammed Abdellaoue veio do Hannover por 3.5M, além de confirmar a permanência do japonês Sakai, no final do empréstimo, por 1.2M. O Leverkusen trouxe atacante sul coreano Heun-Min Son do HSV por 10M. Além de outros reforços menores, totalizando 13M de dinheiros já gastos nessa janela de verão.

Greuther Fürth, que caiu para a Bundesliga 2, foi depenado e não ganhou quase nada com isso. O Fortuna Düsseldorf por enquanto conseguiu manter grande parte do elenco, mas também não contratou ninguém. O campeão da B2 nessa temporada, Hertha Berlim, subiu abocanhando alguns reforços como o zagueiro Sebastian Langkamp, o volante japonês Hosoga, o meio campista Johannes van den Bergh, dentre outros. O vice, Eintracht Braunsweig, ainda não abriu, alguns jogadores voltaram de empréstimo e mais nada, por enquanto.

Há uma diferença gritante entre o time de Munique e todos seus outros rivais no quesito orçamento. Juntando todos os times da Bundesliga, com exceção do Bayern, já foram investidos 53.7M de euros em contratações nessa janela. Só o time de Munique já gastou 37M, em um único jogador. Esperamos que o orçamento dos borussianos cresca, devido à visibilidade conquistada pela equipe nessa temporada. Depois da final alemã na Champions, os olhos se voltam para a Bundesliga e é provável que os times alemães comecem a se aventurar mais no mercado ao redor do mundo nessa janela de verão europeu.

A grande maioria das contratações, por enquanto, são de 6 por meia dúzia. Um time vende um volante, contrata outro, empresta um goleiro, contrata outro. Formalmente, a janela de transferências só se abre na Alemanha junto com França, Espanha, Itália e Escócia, no dia 1 de Julho e fica aberta até 31 de Agosto. A política de gastos alemã induz os clubes a pagarem à vista e utilizarem apenas o dinheiro do clube, sem apoio de bancos e instituições financeiras. Isso faz com que as contratações sejam mais calculadas e menos exageradas. Por agora os times aguardam a entrada dos recursos para a próxima temporada para ir às compras. Apesar da grande movimentação de jogadores pra lá e pra cá, o mercado ainda deve se aquecer à medida que nos aproximamos do início da próxima temporada e vou continuar atualizando as informações até lá.

Comentários

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL
Pelada na Net
E-Consulters Web Não Intendo Tenso O Macho Alpha Testosterona Capinaremos Mentirinhas Will Tirando
Categorias
<